Pois é, segundo dados do SEBRAE-MG (2013), 24,4% das empresas fecham as portas antes de completarem seu 2° aniversário, além disso, 50% dos pequenos empresários do Brasil não sabem mensurar se têm lucro ou prejuízo.

Mostraremos aqui 4 dicas sobre análise de custos para você que pretende alavancar seu negócio!

 

  1. Ser organizado é tudo!

Aqui vão algumas perguntinhas: Quantas vezes você já se pegou procurando aquele contrato importante por simplesmente não lembrar onde guardou? Ou aquela conta do mês retrasado que você precisava conferir?

Antes de analisar os dados financeiros da sua empresa, é de fundamental importância a organização. Por mais que seja simples, muitos empreendedores iniciantes cometem este erro fatal. Comece por pequenas mudanças na rotina da sua empresa e implemente essa cultura a ela, os resultados são impressionantes!

 

  1. Saiba com o que realmente está gastando

Voltamos de novo às perguntas: Você conhece todas as despesas (custos fixos e variáveis) da sua empresa? Além disso, alguma vez você já identificou algum desperdício e o eliminou, acarretando resultados positivos para a empresa?

Parecem perguntinhas bobas, mas acredite se quiser: metade dos pequenos empresários brasileiros não tem completo conhecimento dos gastos da empresa.

Agora, mãos à obra:

Comece listando todos os custos fixos da sua empresa, desde os menores (não finja que não os vê, os gastos pequenos fazem mais diferença do que você acha) até os maiores (telefone, aluguel, salários fixos, entre outros). Agora faça o mesmo com os custos variáveis que você possa ter (fornecedores, comissões de vendas, treinamentos para seus funcionários, entre outros).

A partir daí você poderá saber com o que você gasta, quanto você gasta e o porquê destes gastos, isso fará você obter um conhecimento mais profundo sobre eles e, consequentemente, sobre sua empresa.

Agora você conhece por onde seu dinheiro vai embora, iremos para a próxima dica.

 

  1. Aprenda a definir sua margem de lucro:

Supondo uma análise mensal, você definirá seu lucro desta forma:

 Lucro Líquido =  Receita – Despesa Total 

Receita = Tudo que entrou em caixa;
Despesa total = Tudo que você gastou (fixo e variável);

Agora você sabe quanto você lucrou no mês, a partir desse lucro, é feito cálculo da margem de lucro da seguinte forma:

Margem de lucro = (Lucro líquido ÷ Receita) x 100

A partir disso, você pode saber (em %) quanto você extrai de lucro em relação a todo o dinheiro que você recebeu no mês. Essa análise é importantíssima para o controle financeiro, onde você saberá como está sendo o resultado do seu negócio, saberá verificar a necessidade de corte de gastos, onde fazer estes cortes, além de saber o quanto você pode investir em melhorias sem arriscar a saúde financeira da empresa!

 

  1. Planeje o Futuro da Empresa!

Para garantir o sucesso da empresa, você deve pensar além do presente, seja empreendedor, pense na frente! Defina aonde sua empresa quer chegar daqui seis meses ou um ano. Seguindo todas as dicas desse texto é possível que você planeje o futuro da empresa com base nas suas capacidades financeiras tomando atitudes seguras e confiantes, sem arriscar a vida do seu negócio!

Agora você está pronto para colocar a empresa nos trilhos rumo ao sucesso!
Para qualquer problema nessa caminhada, saiba que pode contar conosco. Entre em contato e agende seu diagnóstico gratuito!