Para começar, é muito importante lembrar: não existe receita pronta para se obter sucesso nos negócios, pois o mesmo depende de diversos fatores externos e características do próprio empreendedor. Porém, é possível identificar algumas características comuns a quase todo caso de sucesso, que definitivamente ajudam a chegar lá.

Ser um empreendedor de sucesso significa revolucionar o meio em que atua, gerar renda e oportunidades de trabalho, proporcionar mobilidade social e inspirar as próximas gerações de empreendedores. E a revolução começa nas pequenas atitudes que podem gerar grandes resultados no futuro.

Não existe fórmula mágica, mas algumas atitudes podem fazer a diferença na hora de alcançar grandes resultados:

  • Sonhe grande: Tenha ambição e capacidade de enxergar longe;
  • Tenha brilho no olho: Tenha paixão pelo que faz, e por isso, queira sempre fazer mais e melhor;
  • Inove: Saiba que, para se diferenciar, não adianta fazer igual aos concorrentes;
  • Vai lá e faz: Seja proativo e tenha a capacidade de executar o planejado com excelência;
  • Seja ético: Aja com transparência, gestão e profissionalismo.

Mas você deve estar pensando: “Afinal, como eu posso me tornar um empreendedor de sucesso?”

Vamos começar com 5 valiosas dicas que podem mudar  a sua visão em relação ao mundo dos negócios.

1. Comece com o que você conhece

As melhores ideias de negócios costumam estar bem debaixo do seu próprio nariz. Quando for começar uma empresa, em vez de ficar procurando uma ideia extremamente inovadora, comece com aquilo que você domina. Os empreendedores podem identificar vantagens competitivas e receber feedbacks mais rápido quando eles já possuem conhecimento prévio sobre o negócio e sobre seus potenciais consumidores.

2. Comece pequeno, mas sonhe grande

As startups mais admiradas dos dias de hoje – os Facebooks, Googles e LinkedIns do mundo – são empresas globais que começaram em mercados locais. Vejamos o Facebook como exemplo: Mark Zuckerberg, seu fundador, começou o Facebook em um nível bastante local, testando o conceito original na Universidade de Harvard. Com o tempo, o Facebook cresceu nacionalmente, e depois globalmente. Hoje, a rede social tem mais de 1 bilhão de usuários ativos, dos quais cerca de 80% vivem fora dos Estados Unidos

3. Não se prenda ao plano de negócio

Esta pode ser a dica que pode trazer mais controvérsias, mas vamos lá. Alguns dos empreendedores mais renomados do mundo nunca escreveram um plano de negócio. Não estamos aqui querendo dizer que você não deve ter um planejamento para seu negócio, mas esses empreendedores argumentam que, enquanto existe, sim, um valor significativo em se pensar sobre os aspectos fundamentais de um novo negócio, ficar comprometido demais com a cópia impressa de um plano de negócios sufoca a flexibilidade do empreendedor, o que torna difícil a adaptação aos desafios e o aproveitamento de novas oportunidades. Ou seja, ao começar uma empresa, planeje, mas não fique amarrado ao plano de negócio. Seja flexível e saiba aproveitar as oportunidades inesperadas que surgirem.

4. Procure investimentos e ganhe conselhos

Empreendedores não conseguem fazer tudo sozinhos. É fácil se apaixonar pela sua própria ideia, mas muito difícil convencer os outros sobre ela. O processo de perseguir o investimento e o conselho de outras pessoas necessita de um rigor de pensamento e um teste prático do plano. Obviamente, levantar capital pode te dar recursos para uma rápida expansão, mas o acesso aos conselhos destes investidores e pessoas de confiança é um componente ainda mais importante do sucesso. Tenha certeza de agregar pessoas que vão contribuir para o crescimento do negócio.

5. A experiência te leva mais longe, assumir riscos também

Alguns dos empreendedores mais icônicos do mundo descobriram uma ideia de negócio na garagem da casa dos pais. O sucesso deles sempre levanta a questão: Como jovens empreendedores com pouca experiência de negócio conseguiram criar empresas gigantes? Isso acontece porque um pouco de experiência já vale muito no caminho rumo ao sucesso. Empreendedores sempre precisam de experiência prévia, mas não muita a ponto de fazê-los evitar riscos e deixarem de ser flexíveis.

 

Quer receber mais dicas sobre empreendedorismo, planejamento e estratégia?

Continue acompanhando nossos conteúdos!